[Resenha] Pizza de dados - ep 2

20 May 2018

Pizza de dados episódio 2 – A Ciência de Dados e a Educação

O segundo episódio do Pizza de Dados, seu podcast brasileiro sobre Ciência de Dados, é uma viagem pela educação. De maneira sempre desconstraída e com um toque de elegância, os pizzaiolos Leticia, Gustavo e Jessica, recebem o Tarsis Azevedo para uma conversa sobre uma pergunta que rodeia a todos que procuram aprender e o que também se dedicam a arte de ensinar. Como ensinar Ciência de Dados?

O convidado especial, um dos criadores do Data Bootcamp, uma programa de ensino de Ciência de Dados, que abraça essa missão de uma forma espetacular, ao se propor em ensinar não só para aqueles que já tiveram uma experiência com programação, mas também aos que não tem nenhum contato com esse mundo, e querem inicar a sua jornada pelo maravilhoso mundo dos dados.

Mais uma vez, vemos uma preocupação muito grande dos apresentadores em trazer um conteúdo de qualidade, apresentando reflexões sobre o tema. Levantando questões que vão desde como ensinar resolução de problemas, até a preocupação com qualidade de código. Nós fazendo pensar sobre a necessidade de entendermos cada dia mais sobre o que é o Pensamento Computacional, sua aplicação para além dos muros universitários.

Uma outra característica extremamente relevante nesse episódio, é o fato de se discutir educação sem prender-se ao moldes já consolidados, e até mesmo enferrujados, que não dialogam com as demandas de mercado, ao inverter essa lógica de pensamento, podemos ter diversos insights, de como aprender melhor, ensinar melhor, encorajando-nos a transmitir o que sabemos é uma forma de tomarmos o nosso lugar na educação.

Cumprindo o que promete, o Pizza de Dados, traz a luz a realidade brasileira para a Ciência de Dados, e mais uma vez demonstra isso ao se preocupar com um campo tão fragilizado, como é o ensinar e aprender.

Lembrando que os episódios podem ser encontrados no seu player de preferência, no canal do youtube oficial do podcast https://www.youtube.com/pizzadedados e pelo site pizzadedados.com